segunda-feira, 28 de julho de 2014


A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO DOS PAIS NOS EVENTOS DE FUTEBOL AJUDANDO NA VALORIZAÇÃO E FORMAÇÃO DOS FUTUROS TALENTOS 




Eu, Mary Busson, como professora durante anos, reconheço a importância da educação no mundo em que vivemos hoje, mas não só no âmbito escolar, como vocês, meus amados leitores, devem imaginar.
Educação começa em casa. Isso é comprovado inclusive na Bíblia: "Ensina teu filho no caminho que deve andar..." E tenho certeza que vocês já sabem o resto.
Caso não saibam, participo de um projeto que um de meus filhos desenvolve. E é sobre isso que vou falar hoje.
Futebol. No Brasil, o esporte é levado tão a sério que, para muitos pequenos em nosso país, é tido como objetivo de vida. Afinal, quem nunca sonhou em ser um jogador de futebol? Eu! Respondo prontamente. Brincadeirinha! Não, é verdade mesmo!
Enfim, é por isso que existem as tais escolinhas de futebol. Alguém já ouviu falar? Não? Pois vai ouvir agora!
Bom, Mary, você me pergunta, o que a educação tem a ver com tudo isso? Eu respondo: tudo! Como eu disse, a educação começa em casa. As famílias das crianças são responsáveis por desempenhar este papel, gostando a criança de futebol ou não.

Quero que você veja atentamente as fotos a seguir:












Foram tiradas em uma escolinha de futebol local em que participo junto com meu filho.
Você está vendo? A felicidade e o ânimo contido em cada rosto? Este é o propósito desta postagem de hoje. Mostrar o quão é preciso que os pais estejam perto de seus filhos. Nesse caso, a escolinha de futebol como exemplo. A família tem de interagir com seus filhos não somente em casa (apesar da educação começar em casa) nem na escola, mas em todo o lugar que puder.

Todos vocês, repito, todos vocês que estão lendo esta atualizaçao do blog, viram a goleada que o Brasil sofreu da Alemanha. 7x1! 7x1? Quem é que PODERIA esquecer, me digam? Acho que nem na próxima Copa do Mundo, os brasileiros superarão um jogo tão traumático.


 Num programa de TV, foi exibido (assisti às duas vezes) uma matéria sobre a educação e o desenvolvimento dos jogadores de futebol alemães. Eu não sou versada em futebol e nem quero ser. Mas entendi que a partir do momento em que os alemães perceberam as falhas que vinham cometendo, começaram (sem desistência) a investir em educação. Não só educação futebolística, meus amados irmãos, mas educação. Escolas que formaram craques alemães não deixaram de cobrar rigidez e compromisso não só com os estudos (aqui no Brasil, ainda há uma parcela da população que não é alfabetizada e nem sequer frequentou uma escola. Sem falar naqueles que tem todo o tipo de obstáculos para estudar, principalmente dentro de casa, e infelizmente, a maioria das escolas públicas não dispõem de uma educação como muitos institutos particulares. Nem vou comentar aqueles pequenos que desistem de estudar ou matam aula pra jogar bola na rua) mas com todas as coisas. Começam desde cedo, em escolinhas preparatórias, depois vão até para "internatos" em que estudam pela manhã e treinam a tarde. Os pais, sempre presentes, é claro, apoiando seus filhos e seus sonhos. Sei que muitos pais gostariam de ter um jogador de futebol na família. Mas mesmo que meninos e meninas não tenham esse sonho, os pais devem apoiá-los da mesma maneira.




Vendo aquele documentário na Alemanha (com certeza justificados da imagem ruim que deixaram com a Segunda Guerra Mundial) e vendo a disciplina, a tática e a habilidade em que aqueles pequenos loirinhos eram ensinados em um trabalho que durou mais de 10 anos para colher seus frutos, fica mais fácil entender porque eles bateram de frente com o Brasil (que sofreu uma derrota mais que humilhante em casa, e como se não fosse de somenos, deixando a FIFA extorquir todo o nosso dinheiro e cair fora, quando não temos nem mesmo saúde, segurança e educação decentes) e levaram a taça merecidamente.



Os brasileirinhos precisam ser educados com princípios e valores, mas não adianta nada disso se ele não tiver a certeza de que está sendo apoiado. Ser apoiado é ser amado. E quando eu digo apoiado, quero dizer em coisas boas. Coisas que deem frutos, (como Jesus Cristo e Sua Palavra) pois se pais e mães apoiam seus filhos, eles mostram que se importa com eles. Vocês, papais e mamães que leem este blog vão entender direitinho o que estou dizendo. 







Por isso, gostaria de parabenizar, em nome de Jesus, as famílias, os pais, as mães, avôs, avós, tios, tias, enfim, que apoiam seus filhos em projetos como este. Pode ter certeza que o seu amor renderá frutos. Quem sabe se não é o seu filho que vai tirar a imagem horrível que paira no futebol brasileiro? Quem sabe se seu filho não será um presidente da república (tão bom quanto J.K.?) no futuro, ou não será ele que defenderá ou julgará muitas causas em nome da justiça? Quem sabe se ele vai ser um inventor que revolucionará a tecnologia mundial, ou desenvolverá projetos para facilitar nossa boa vida cotidiana? Ele pode ser um empreendedor famoso, um chef de cozinha, um pastor amoroso e compromissado com Jesus e sua obra, quem sabe se não vai ser um médico ou um bombeiro que ajudará a salvar muitas vidas? Quem sabe? Só Deus sabe, é bem verdade, mas, não se preocupe, pois logo logo você saberá!

A paz do Senhor! 

terça-feira, 3 de junho de 2014

NOVÍSSIMO TRABALHO PAINEL QUE HOMENAGEIA TODOS OS CONVOCADOS DA SELEÇÃO BRASILEIRA - CEI (CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL - SAMAMBAIA NORTE) - FESTA JUNINA












quinta-feira, 8 de maio de 2014

ARTISTAS QUE ENCANTAM A FEIRA DA LUA EM GOIANIA

E aí, abençoados de Deus? Como vão vocês? Hoje eu tenho, provavelmente, uma das melhores matérias para vocês e faço questão que todos vocês apreciem com carinho o que postarei aqui hoje. Como o dia das mães está se aproximando (e a Copa do Mundo também, mas o dia das mães é bem mais importante) eu me presenteei com uma viagem à Goiania (que fica perto da cidade onde moro) que foi revigorante, prazerosa e sobretudo, artística. E é exatamente isso que vim mostrar a vocês! Espero que vocês gostem!



Bom, como eu disse, minha pequena viagem foi artística, ou seja, também foi a trabalho. Tive a ideia de entrevistar os artistas que trabalhavam na Feira da Lua (uma feira muito famosa não apenas em Goiânia, mas no Brasil) que aliás, é um lugar muito legal de se visitar. Ainda mais se vc, filho de Deus, gostar de arte. Então, aí vão as reviews das pessoas com quem conversei: 




Pessoalmente, eu fiquei apaixonada pelo trabalho desse senhor. O nome dele é Cláudio e ele trabalha na feira há 8 anos. Como vcs podem ver, ele faz miniaturas em madeira! Carros e carros antigos, aviões, helicópteros, violões, guitarra... E, é claro que ele é um escultor. Pode não estar em NY ou em Paris, mas COM CERTEZA merece ainda mais a nossa admiração! Vou deixar que as imagens falem por si só! O trabalho é maravilhoso quando vc para pra IMAGINAR a pessoa fazendo aquilo... O material, a habilidade, o tempo, o dinheiro... 
CONTATO: ART'S CAR - MINIATURAS EM MADEIRA, CLÁUDIO (62) 9942-0004 (VIVO) 8504-1981 - (OI)




Esse trabalho foi o que eu mais gostei, pra falar verdade. O Cláudio Humberto trabalha há 5 anos na feira e ele faz esses quadros de emborrachado que, pelo que ele contou (e foi super simpático) são impossíveis de fazer, ou quase, pra não ser tão pessimista. Ele disse que demora 4 horas pra fazer um quadro desse tipo, e as peças das flores são cortadas e moldadas SEPARADAMENTE. Por isso não é difícil acreditar que é IMPOSSÍVEL fazer isso. Só ele mesmo! O mais incrível é que a arte é super ORIGINAL e não existe ninguém no Brasil que faça, e possivelmente, no mundo. Ah, o quadro custa cerca de R$ 30,00 a 35,00 e só é vendido na FEIRA DA LUA e DO SOL (opa!) em Goiania, não se esqueçam.
CONTATO: TÂNIA PRESENTES - ARTESANATO EM GERAL - (62) 8562-5460/8562-5461


Já esse homem, outro artista que eu entrevistei, tem traços orientais pelo que eu pude perceber. Suas pinturas me lembram os coloridos mangás e animes do Japão, mas eu sabia que não era isso. Perguntei para confirmar minhas suspeitas e ele nos contou que fazia "POP ART" que é um movimento artístico que surgiu mais ou menos nos anos 60. O nome do senhor é Cosme Costa e seu trabalho consiste em uma reprodução do trabalho de Romero Brito e ele tem 4 anos trabalhando na feira em Goiania.


Já essa artista se chama Adriana e trabalha na feira há 8 anos. Conforme fomos conversando com eles (pois estava com a minha família) eles sempre disseram que o movimento da feira não era o mesmo. Devido à concorrência e outros motivos, e como artista, é difícil (principalmente no Brasil) viver de arte. Infelizmente ou felizmente, alguns viviam de arte e outros não. Então dissemos a eles que deviam levar seu trabalho à Brasília, ou a outras cidades como São Paulo, por exemplo, em que as pessoas realmente apreciam a arte, (como a urbana) e estão dispostos a gastar dinheiro com ela (não me entendam mal, queridos, não estou dizendo que os demais lugares do Brasil não valorizam a arte, apenas dei um exemplo).


A Adriana foi superlegal conosco (ela fabrica enxovais para bebês) e nos deu um contato. Anote aí, caso vc gostou de algum produto (não são maravilhosos? Quem não gosta de suvenires para crianças?) CONTATO: (62) 3249-3823/8525-8806


Também fui lá a passeio com a família e gostei muito. É realmente gostei de voltar lá (tinha ido há muito tempo) perto da Feira da Lua existem praças arborizadas muito bem cuidadas e muito legais de se ficar. A que eu fui, por exemplo, era na frente da feira. O comércio é amplo e tem muitas opções de hoteis, dos mais em conta, até os caros, que ficam na área de classe média alta na cidade. Recomendo!




Essa senhora trabalha na feira há 15 anos (muito tempo, né) mas ela também foi superlegal com a gente, mesmo tendo bastante clientes para atender. O nome dela é Laura e ela trabalha com bijuterias. Eu vi e peguei em algumas peças (tem de tudo, brincos, aneis, pulseiras, colares) e posso dizer que além de muito bonitas, são feitas com qualidade. E sim, é ela é responsável pela fabricação das peças (são mais pra varejo, pelo que ela contou).
CONTATO: (62) 3271-0225/9975-0893


As pessoas de Goiania (incluindo, claro, os artistas que conversamos) são bem comunicativas e simpáticas. É o tipo de gente que nós sempre esperamos encontrar, nem que seja para uma conversa de elevador. 


Continuando, esse artista que nós encontramos aqui se chama Sebastião (ele trabalha na feira há 10 anos) Ele é o tipo de pessoa que se definiria como "gente boa" e nos tratou muito bem! Ele nos mostrou seu trabalho, ele faz suvenires, de todos os tipos, mas principalmente colares, brincos, pulseiras e esse tipo de coisa que os turistas não vão deixar de comprar como lembrancinhas. Como ele mesmo disse, todas as coisas são artesanais, eu gostei muito, pois elas são feitas de sementes e pedrarias (como defensora do meio ambiente, é claro que eu amei. E vocês?)






As três últimas fotos (não são fofas) são de uma banca que eu e minha família encontramos, de uma artista também, é claro, que fazia chapéus, boinas, gorrinhos de lã, pulseiras (foto acima) também feitos à mão e ela foi muito gentil (nos contou que veio da Venezuela, e até tinha sotaque, olha só!) e nos apresentou seu trabalho. Ela vende sua arte há 7 anos na feira, mas é artista há 25 anos, como ela mesma contou, seu nome é, a propósito, Maria Luíza, e ela é uma daquelas pessoas que eu mencionei que vivem de arte.




Tá, conhecendo a professora e artista, Mary Busson, como vcs já conhecem, sabem que eu amei as bonequinhas, né? Bonecas de macela e com olhos de retrós (como a Emília do Sítio do Picapau Amarelo) são muito difíceis de encontrar hoje em dia, ainda mais como uma qualidade como essa, sendo feita manualmente. Os responsáveis são Valter e Ruth (sua esposa) que trabalham na feira e vendendo arte há apenas 2 anos. Vcs, que tem bebês ou meninas em casa, que tal presenteá-las com uma coisa tão antiga e tão comum quanto uma boneca, ao mesmo tempo?



Ah, vocês realmente PENSARAM que eu ia esquecer de falar da comida? Nunca! Foi uma das melhores coisas da minha visita à Goiania. Lá tem de tudo, as barraquinhas de comida estão abarrotadas de opções para todos e para vc que quer comer satisfatoriamente e sem gastar muito dinheiro. O churrasco que eu experimentei, por exemplo, estava no ponto e nada pesado.










Essa torta foi saboreada pela minha filha, que segundo ela, estava muito gostosa! Palmito e frango? Mistura exótica, creio eu. Acho que as fotos falam por si só. Vocês não vão acreditar quantas barracas de comida, seja doce ou salgada, que existem lá em plena atividade. Tem para todos os gostos!









Para finalizar, foi um passeio muito gratificante, ainda que breve, também a trabalho, pois eu queria MUITO mostrar à vocês que uma cidade pequena (como Goiania) tem muito lazer e diversão á oferecer, como ofereceu a mim e à minha família, mas o mais importante de tudo é que essa matéria é um presente para vocês e também para mim, que apreciei além de tudo, a arte que havia nela, muitas vezes imperceptível quando não paramos para glorificá-la. Agradeço e adoro a Jesus Cristo por essa maravilhosa oportunidade, espero voltar lá em breve! E para vocês, meus queridos e fieis acompanhantes do blog: FELIZ-DIA-DAS-MÃES-ADIANTADO e não se esqueça de comentar, sugerir e curtir, pois cá pra nós, ficarei muito grata se vcs fizerem isso!

A paz e até a próxima!